quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Contratados começam a receber terça-feira

Os professores contratados que tiveram o compromisso profissional encerrado no dia 31 de dezembro começam a receber as verbas rescisórias na próxima terça-feira. Segundo o secretário de Administração, Robson Mello, valor deve se aproximar do último salário recebido.
Essa promessa foi feita no final do ano passado e será cumprida agora. “A lei não nos permite pagar salário sem contrato nem a concessão de abono. O pagamento será feito agora para que essas pessoas não fiquem sem dinheiro esse mês. Esse é um direito do contratado e o cumpriremos à risca”, informou o secretário, esclarecendo ainda que o salário de janeiro dos demais servidores estará sendo depositado nessa sexta-feira.

Juiz manda prender prefeito de Magé

Magistrado determina liberação de ônibus apreendidos por estarem circulando sem documentos. Alguns estão sem licença desde 2009 e eram dirigidos por motoristas categorias B e C, quando a lei diz que precisam ter habilitação com D ou E

“Ser preso por defender os interesses do povo para mim é uma honra. Vergonha é fugir da polícia para não ser detido por roubar o dinheiro público”. A afirmação é do prefeito de Magé, Nestor Vidal que no início da noite de hoje recebeu a visita de um oficial de Justiça com um mandado de prisão expedido pelo juiz auxiliar Alexandre Loureiro de Castro, que está respondendo pela 1ª Vara Cível. O juiz não gostou da operação feita na manhã de hoje pelas secretarias de Transporte e Segurança Pública, na qual foram apreendidos cerca de 20 ônibus, sendo 17 da Alfa Rodobus e três da empresa Trel, todos com documentação irregular. O magistrado entendeu que o prefeito descumpriu a decisão para que a Rodobus voltasse a operar as linhas municipais, das quais fora afastada no dia 6 de dezembro.

“Não descumpri nenhuma decisão judicial. Deixei a Rodobus circular. O que não deixei nem vou deixar é que ônibus sem condições de trafegar circulem pelo município. Tenho responsabilidades com o povo. Vou cumprir a lei que diz que um veículo para circular tem de estar com a documentação em dia e oferecer segurança”, afirmou Nestor.

Confusão

Foi marcada por muita confusão e resultou na prisão de um diretor da empresa Alfa Rodobus, a operação desencadeada ontem em Magé, pelas secretarias de Transporte e Segurança Pública contra ônibus irregulares. Ao todo foram apreendidos 17 veículos e outros três recolhidos pela própria empresa à garagem, por motoristas que fugiram dos locais da operação, realizada para coibir a circulação de ônibus irregulares. Todos os veículos apreendidos pertencem à Rodobus, cuja frota foi retirada de circulação do dia 6 de dezembro, por conta de irregularidades.

A Alfa Rodobus voltou a operar na tarde de terça-feira, por força de uma liminar concedida pelo juiz auxiliar, Adriano Loureiro de Castro, que está respondendo pela 1ª Vara Civil. Os veículos apreendidos ontem não tinham documentos. De acordo com o secretário de Transportes, Wagner Kennedy, foram apreendidos ônibus que circulavam sem o documento do veículo, IPVA atrasado desde 2008, alguns com apenas cópia do documento em atraso, veículos em nome de outras empresas e até registrado em nome de pessoas físicas e sem autorização para circular no município. “Também verificamos casos de motoristas sem a habilitação correta para dirigir ônibus. Portavam carteiras nas categorias B e C, quando a lei determina as categorias D e E”, completou o secretário de Transportes.

Os ônibus apreendidos se juntaram aos outros cinco presos no dia 6 de dezembro e que se encontram no depósito municipal. Os veículos só seriam liberados depois que a empresa regularizar a situação de cada carro, mas o juiz determinou que os veículos fossem liberados, contrariando o que determina a lei de trânsito.

Nestor saiu da delegacia dizendo que não vai deixar de defender os interesses do povo

Comunicado

        A partir de amanhã o elizeupires.com estará em novo formato. A leitura ficará mais fácil e a interação mais rápida. Os comentários serão liberados com mais agilidade e o banco de dados ganhará uma segurança ainda maior. Na janela destinada à recepção da mensagem do leitor existem as opções de nome e e-mail. Os que desejarem participar como anônimos não devem preencher esses dois quadros. Bastará redigir o texto e clicar em enviar. Esperamos que vocês gostem da mudança e continuem com a gente. Estarão no ar as matérias mais recentes. Os arquivos anteriores a este mês estarão disponíveis a partir do dia 15 de fevereiro. Não se esqueçam: www.elizeupires.com. Abraços a todos e fiquem com Deus.
 

PT fecha com PSB em Caxias

Em reunião que contou com a presença do senador Lindberg Farias e do “papa” do partido, o ex-ministro José Dirceu, o PT fechou questão em relação ao pré-candidato a prefeito de Duque de Caxias pelo PSB, o deputado federal e secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Alexandre Cardoso. O acordo dificulta ainda mais a já difícil situação do prefeito José Camilo dos Santos, o Zito (PP), que caminha por uma esburacada via para a reeleição.

70 em Guapimirim

         O vereador Paulo Cesar da Rocha, o Cesar do Modelo (PTdoB) poderá ser candidato a prefeito de Guapimirim, com apoio de alguns membros da família Cozzolino. A informação vem sendo passada pelo grupo do próprio vereador. Se confirmada mais essa pré-candidatura, já são cinco os pré-candidatos à sucessão do prefeito Renato Costa Mello Junior, o Junior do Posto. Cesar está cumprindo o segundo mandato. O primeiro foi conquistado em 2004, com 1.181 votos. Em 2008 ele foi reconduzido à Câmara Municipal por 1.326 eleitores.

Já são 20 os ônibus apreendidos em Magé

Subiu para 20 o número de ônibus em situação irregular apreendidos na operação de fiscalização das secretarias de Transporte e Segurança Pública. Os agentes estão nas ruas parando os coletivos que foram retirados das ruas no dia 6 de janeiro e voltaram a circular no final da tarde de ontem por força de uma liminar concedida pelo juiz auxiliar Adriano Loureiro de Castro, que está respondendo pela 1ª Vara Cível de Magé.
Há informações de que a própria empresa Alpha Rodobus estaria recolhendo alguns veículos para evitar a apreensão. Os ônibus serão recolhidos ao depósito municipal e só serão liberados após a empresa apresentar a documentação regularizada. Quando se soube que a empresa estava tentando na Justiça voltar a operar no município, imaginava-se que ela iria pelo menos regularizar a documentação da frota, mas a julgar pelo volume de apreensões conclui-se que a direção da empresa não se preocupou com esse detalhe.

Ônibus irregulares apreendidos em Magé

Uma operação de fiscalização das secretarias de Transporte e Segurança Pública aprendeu agora a pouco oito ônibus da empresa Alpha Rodobus, na altura de Bongaba, em Piabetá. Outros dois coletivos furaram o bloqueio. A apreensão é por causa de irregularidades na documentação, como licenciamento vencido e IPVA atrasado.
A empresa, que teve a frota retirada das ruas no dia 6 de dezembro, ganhou uma liminar para voltar a operar. A decisão, com data de 23 de janeiro, foi comunicada à Prefeitura na tarde de ontem. Os passageiros dos ônibus apreendidos estão embarcando gratuitamente em ônibus da Trel, empresa que substitui a Rodobus nas 25 linhas municipais. Mais cedo outros ônibus com documentação irregular foram interceptados pela fiscalização, mas recolhidos à garagem pelos motoristas da Rodobus.

Sobre o concurso da polêmica


Leitores de Guapimirim me escreveram ontem indagando sobre o concurso realizado pela Prefeitura em 2001, na gestão do prefeito Ailton Rosa Vivas, anulado depois pelo prefeito Nelson da Costa Mello, o Nelson do Posto. Fui buscar os esclarecimentos necessários e o fato é que o Ministério Público, através do promotor Thiago Veras impetrou três ações civis públicas contra esse processo de seleção, inclusive contra Ailton, por improbidade administrativa e o órgão responsável pela realização do certame. As irregularidades que geraram a anulação do concurso foram apontadas, na maior parte, pelo MP.
De acordo com as denúncias do MP teriam acontecido muitas contratações ilegais, com classificados distantes “furando” a fila. Teve uma procuradora que foi classificada em 44º lugar, mas convocada como se tivesse passado em primeiro lugar. Ela está brigando na Justiça até hoje e essa mesma Justiça já decidiu em favor da Prefeitura vários mandatos de segurança impetrados pelos aprovados desligados com a anulação do concurso. Ainda de acordo com as denúncias do MP, teve gente que nem prova fez e mesmo assim foi contratada como aprovado.
Sobre o novo concurso, já que me perguntaram se ele poderia ser aberto mesmo com tantos recursos interpostos em relação ao de 2001, a informação é de que a Prefeitura contou com orientação do MP, que pediu que fossem reservadas cerca de 300 vagas, por conta dos mandados de segurança que ainda não foram julgados. Dessas vagas cerca de 200 são para professores de 1ª a 4ª série dados como aprovados no concurso anulado.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Trel x Rodobus

           Magé anoiteceu hoje com duas empresas de ônibus explorando as linhas municipais. É que o juiz auxiliar da 1ª Vara Cível concedeu liminar em favor da Alpha Rodobus, que teve a frota retirada das ruas no dia 6 de dezembro, por ato da Secretaria Municipal de Transporte, por não atender à população e circular com ônibus em situação irregular. Alguns ônibus da empresa começaram a circular no final tarde e chegou haver confusão no terminal rodoviário de Piabetá. Em sua decisão juiz afirmou que a Rodobus tem 70 ônibus e está em condições de operar. A Secretaria de Transporte informa que a frota não chega a 40 e que boa parte dos veículos está fora das condições de operaração. A Procuradoria Geral do Município já foi acionada e pretende recorrer ao Tribunal de Justiça, acreditando que essa liminar venha ser cassada na instância superior até sexta-feira. Porém, mal começou circular, a frota já apresentou problemas. Nesse momento tem um ônibus enguiçado em frente ao Hospital de Magé.

Um concurso concorrido

                 Até ontem cerca de 32 mil pessoas já haviam preenchido a ficha de inscrição no site da Funcab, entidade responsável pelo processo de seleção e cerca de 10 mil já tinham pago a taxa, confirmando a inscrição. Como as inscrições foram prorrogadas até o dia 2 de fevereiro, estima-se que o número de candidatos pode chegar a 40 mil e estima-se que pelo menos 10% dos candidatos farão provas para dois cargos. Lembramos que está se aproximando o final das inscrições e alguns candidatos me escreveram dizendo que fizeram suas inscrições, imprimiram o boleto, mas o perderam a data do pagamento. Os que se encontram nessa situação devem acessar novamente o www.funcab.org e pedir a segunda via do documento. Os que tiverem dificuldade devem retornar ao posto de inscrição.



É política ou questão pessoal?

Que Nelson do Posto foi o grande responsável pela transformação de Guapimirim, um pobre e esquecido distrito de Magé que tornou-se município com a posse de seu primeiro prefeito, no dia 1º de janeiro de 1993, parece que todos concordam, mas tem gente colocando como pessoal uma disputa que deveria ser apenas política e ditada pelas regras da democracia. Quando os pré-candidatos a prefeito Zelito Tringuilê (PDT) e Sebastião Medeiros (PSD) dizem que “é preciso acabar com a Era dos do Posto”, parecem estar conduzindo a disputa – que ainda nem começou – para o lado pessoal e que escolheram como adversárias as pré-candidatas Ismeralda Garcia (PMDB) e Nilda do Posto, esquecendo-se um do outro.
Ismeralda trabalhou com os irmãos do Posto (Nelson e Renato), por mais de 20 anos e Nilda conviveu com Nelson por mais de três décadas, logo as duas podem ser vistas pelo eleitor como continuidade. Isso é líquido e certo. Até entendo que Medeiros tenha legitimidade para se dizer contra os do Posto, mas Tringuelê, esse não, pois até onde sei Zelito vinha assediando Nilda para que essa aceitasse uma composição e integrasse sua chapa como vice. Ela disse não. Se ele quer mesmo por um fim na Era dos do Posto não deveria ter tentado uma aproximação. Ou será que estava apenas pretendendo se aproveitar do fato de Nilda ser viúva do homem que transformou Guapimirim?
Nilda Machado Orsi é uma mulher de fibra, mas o que preocupa é a possibilidade de alguém estar querendo tirar proveito de sua situação. Ela entrou para o PP porque ouviu do prefeito de Duque de Caxias uma promessa de ajuda. O problema é que José Camilo dos Santos, o Zito, anda muito mal das pernas e parece mais necessitado de ajuda que ela messe momento. Sua popularidade caiu, sua gestão está em crise e terá dois fortes adversários pela frente: Washington Reis (PMDB) e Alexandre Cardoso (PSB).

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Novas turmas

A julgar pelo grande interesse dos mageenses pelo concurso público aberto pela Prefeitura, quem vivia dizendo que era contra porque os moradores da cidade não tinham condições de passar, pode acabar queimando a língua. Digo isso porque os mageenses estão se esforçando de verdade, frequentando o curso preparatório  oferecido através de uma parceria do Sindicato dos Servidores Municipais e os cursos Integração e RNC.
O sucesso dessa parceria é tanto que no próximo sábado estarão sendo iniciadas novas turmas. Esse esforço, essa dedicação, essa busca pela realização do sonho de tornar-se funcionário público, me faz acreditar que no dia 31 de maio será grande o número de mageenses assumindo as funções legítimas de um verdadeiro servidor.

Vivo ou morto?

Essa concessionária Vivo está mais para morta do que outra coisa. Tem empurrado uns aparelhos ching-ling em grandes contratos e prometido mundos e fundos, mas na hora de funcionar, dá chabú. Em Magé, por exemplo, o sinal está a cada dia pior. Um cliente fez um senhor contrato com a empresa, tanto para telefone como para internet. Tem dias que os dois serviços não funcionam. Quanto aos ching-ling, de uma tal de Alcatel, a morta-viva não troca de jeito algum, deixando todos os usuários com cara de chinês clandestino em porão de navio.

Limpeza nada limpa

As prefeituras de Nova Iguaçu, Belford Roxo, São João de Meriti e Duque de Caxias vão ter de explicar porque pagam caro pelo serviço de limpeza urbana e as cidades estão cada vez mais sujas. Vem ai uma grande investigação para apurar essa estranha relação entre as prefeituras e as empresas de coleta de lixo, sempre contratadas emergencialmente por 180 dias, mas acabam tendo seus contratos renovados em processos nada transparentes. Tem promotor de olhos abertíssimos.
No município de Nova Iguaçu quem faz a festa é a empresa Delta, numa eterna emergência. Em Belford Roxo e Duque de Caxias reina a Locanty que, diga-se de passagem, nesses dois últimos anos vem levando um suadouro danado para receber as faturas. Na São João de Meriti do prefeito Sandro Mattos, apontada como a cidade mais suja da Baixada Fluminense, o contrato não é claro. Não se sabe quantas toneladas são recolhidas por dia e muito menos o preço desse lixo. Aliás, pode ter muito mais que sujeira nessas contratações nada convencionais.
Muitos prefeitos já provaram que a limpeza urbana não precisa custar tanto. Fazem a coleta com caminhões coletores alugados e usam mão de obra própria para varrer e coletar.

domingo, 22 de janeiro de 2012

PT faz encontro em Paracambi e apresenta nomes para 2012

Com a presença do ministro da Pesca Luiz Sérgio, dos deputados Edson Santos, Robson Leite, Inez Pandeló e vários prefeitos, o PT promoveu em Paracambi um encontro para apresentar pré-candidatos a prefeito e a vice que serão lançados em pelo menos 15 cidades. Durante o encontro, que aconteceu no último sábado, confirmou-se que o partido continuará caminhando com o PMDB em muitos municípios, permanecendo a chapa purosangue apenas em Silva Jardim, onde o prefeito Marcelo Zelão disputará a reeleição mantendo como vice o professor Fernando Augusto.
O encontro foi marcado pelo PT de Paracambi, presidido por Levi Martins, que acredita que o partido esse ano vai ocupar mais espaço no estado. Já está decidido que a legenda terá candidatos próprios em Niterói, Silva Jardim, Paracambi, Pirai, Quatis, Paraty, Porto Real, Miguel Pereira, Barra Mansa, Vassouras, Itatiaia, Petrópolis e Teresópolis, mas deverá definir nomes ainda para outros municípios.
Embora convidado para o encontro, o suplente de deputado estadual André Ceciliano não compareceu. Ele tem dito que pretende disputar a Prefeitura de Japeri, mas o que se percebe é um certo isolamento em torno dele, por conta de posições contrárias as da legenda em relação à Paracambi, onde André foi prefeito por duas vezes. “Esse encontro reúne nomes capazes de fazer a diferença em muitas cidades. Aqui em Paracambi vamos seguir mesmo com o PMDB. O vice continuará sendo Guilherme Leal, pois temos um bom entrosamento e compromisso firmado em favor do povo”, disse o prefeito Tarciso Pessoa.
De acordo com o prefeito de Silva Jardim, Marcelo Zelão, um segundo mandato seria o ideal para garantir a complementação de um programa de trabalho que, explica, está mudando a realidade do município. “Temos conseguido imprimir um ritmo de trabalho que está garantindo mais qualidade de vida e nos possibilitando preparar a cidade para o futuro. Precisamos concluir nossos projetos e ai teremos cumprido nossa missão com o município”, afirmou Zelão, que deverá enfrentar nas urnas o ex-prefeito Antonio Carlos Lacerda.

As lideranças do partido apostam em espaço maior.


E as casas, prefeito?

Paralisação de obras prejudica 7,5 mil famílias em Resende

Enquanto mais de dez mil pessoas esperam na fila do programa “Minha casa, minha vida” para garantir um lar em Resende, 7.500 famílias esperam a promessa pela reforma de suas casas desde 2009 nos bairros Itapuca, Morada da Felicidade e Baixada Olaria. As obras paralisadas fazem parte do Programa Federal de Aceleração do Crescimento (PAC), do Ministério das Cidades em parceria com a Companhia Estadual de Habitação do Rio de Janeiro, CEHAB e Prefeitura de Resende. Pelo menos, isso é o que dizia nas placas que estavam na entrada dos bairros e que foram arrancadas após tanto tempo de abandono.
Segundo o vice-presidente da Associação de Moradores dos bairros Itapuca, Morada da Felicidade e Baixada Olaria, Paulo César da Costa, são 202 moradias que foram cadastradas para receber as melhorias pelo programa e que já foram reivindicadas na prefeitura. “Os moradores reclamam muito porque muitas casas estão com rachaduras e quando chove molham todas, além de correr risco de morte. Nós da associação procuramos o senhor Natalino de Abreu, em 2009, atual secretário de Habitação, ele informou que as casas não estavam preparadas para receber a reforma, que tinha que fazer uma nova avaliação e reforma na estrutura das casas. Mas não informou quem iria fazer e nem o prazo de quando iam fazer a obra. Enquanto isso estamos aguardando a solução do problema”, declarou.
De acordo com a associação, o planejamento da obra foi realizado no governo passado, através de Secretaria de Desenvolvimento Urbano, que previa a construção de 15 unidades habitacionais, reforma de 202 casas e asfaltamento de 28 ruas dos bairros envolvidos, no valor de R$ 6. 667.151, 17.  A obra foi iniciada em agosto de 2009, pela empresa Tecnosolo Engenharia S/A, que parou as obras e não deu explicações sobre a interrupção.

sábado, 21 de janeiro de 2012

Inscrições para Magé até o dia 2 de fevereiro

Os interessados em participar do concurso público para a Prefeitura de Magé ganharam um prazo a mais para fazerem suas inscrições. A Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab), entidade encarregada de realizar o processo de seleção - para preencher 2.354 vagas em cargos de nível fundamental incompleto, completo, médio e superior, com salário base variando entre R$ 675 a R$ 2,7 mil - fixou o dia 2 de fevereiro como limite para as inscrições, que poderão ser feitas através do site www.funcab.org, com taxas no valor de R$ 40 (fundamental incompleto e completo), R$ 50 (ensino médio) e R$ 70 (curso superior). As provas objetivas vão acontecer nos dias 4 e 18 de março. O prefeito Nestor Vidal tem até o dia 30 de junho para convocar os aprovados.

Deputado é suspeito de apoiar transporte ilegal

Dono de uma rede de supermercados na Região dos Lagos, o deputado estadual Miguel Jeovani está sob suspeita de apoiar o transporte ilegal de passageiros em Araruama. A suspeição passou a ser apontada depois que dezenas de vans começaram a circular pelo município com a propaganda do Supermercado Só Ofertas estampada nos parabrisas. Verdadeiras sucatas, os veículos são vistos em toda a parte. A maioria deles não tem as mínimas condições de trafegar, deteriorados e sem manutenção, o que por si só coloca em rico a vida de centenas de passageiros que optam por este tipo de transporte. Curiosamente, Miguel Jeovani estava ligado recentemente ao vereador Sergio Roberto Egger, que está preso. Egger é acusado de homicídio e de chefiar milícia que controlava o transporte pirata e os caça-níqueis em Araruama.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

O rei da cocada

Acompanho política há muito tempo. Já escrevi centenas de textos sobre a política e os políticos, mas confesso que até hoje não entendo a relação entre os poderes Executivo e Legislativo. O primeiro é constituído para agir, gerir e executar. O segundo para fiscalizar, legislar, representar o povo, fazendo-se porta-voz, mas não é isso que vejo na maioria das cidades. Vou citar Magé como exemplo, por ter esse município um histórico político bastante complicado.
Dos 13 atuais vereadores de Magé apenas três caminharam com o prefeito Nestor Vidal, que hoje tem o apoio da maioria, mas dos três de primeira hora um destoa o tempo todo e demonstra querer pegar o sol com as mãos, julgando-se dono e senhor de um reino chamado Mauá. Estou falando do vereador Leandro Hassen Dam Rodrigues, que precisa calçar as sandálias da humildade, baixar a bola e entender de uma vez por todas que o quinto distrito ainda pertence ao município de Magé que, portanto, só tem um prefeito.
Leandro precisa entender que foi eleito para legislar e não gerir e executar. As unidades de saúde e as escolas não são dele e sim do povo. Aquele negócio de que Mauá tem dono é coisa do passado e o resultado da eleição suplementar deixou bem claro que o povo de lá não quer um dono, mas um representante que cumpra o seu verdadeiro papel. Leandro ainda é muito jovem e com o tempo irá aprender que vereador não é para mandar em posto de saúde, controlar escola e pressionar funcionários. O papel de um vereador, Leandro é o de representar o povo e não de controlar as ações que se pretende em favor desse povo. O tempo da opressão, meu caro já se foi e feudalismo é coisa que deixou de existir há uns 200 anos.

Explica essa, Sabino

Imponente como ele só, cantando de galo no terreiro dos outros e posando de impoluto diante de seus iguais, o deputado estadual Alcebíades Sabino parece ter esquecido das trapalhadas verificadas no tempo em que foi prefeito de Rio das Ostras. Joga pedra no telhado alheio, mas se lembrasse o ano de 2003 certamente iria pensar antes de fazer discurso de vestal.
O fato é o seguinte: a Procuradoria Geral da República, acusa Sabino e o então secretário de Saúde, o hoje vereador Orlando Ferreira Neto, o Neco, de superfaturamento na compra de medicamentos com dinheiro público para o programa Farmácia Básica.  Através de uma a Ação Civil Pública, o Ministério Público Federal pede a condenação do deputado e do ex-secretário com ressarcimento integral dos danos causados aos cofres públicos.
Segundo a denúncia, houve irregularidade na compra de remédios no processo de licitação 1.734/2003, quando foram pagos valores variando de 120,08% a 3800% a mais que o estipulado na tabela do Ministério da Saúde. O MPF propôs a ação após uma auditoria feita pela Controladoria Geral da União (CGU), na Prefeitura de Rio das Ostras. De acordo com o que foi apurado, em dezembro de 2003, três empresas participaram de uma tomada de preços para o fornecimento de medicamentos e a licitação foi vencida pela Faxfarma. Espera-se que o nobre deputado tenha uma explicação para isso.


Coisas do reino do ouvi dizer

Amigos, minha profissão me deu oportunidade de conhecer esse pais. Minhas viagens me proporcionam encontros com pessoas diversas e esses encontros me dão verdadeiras aulas de sociologia, mas posso garantir que ainda não vi gente semelhante a de Magé, uma cidade impar e com pensamento próprio, onde o que se diz na esquina vira verdade absoluta e não há constatação que faça desmoronar a “verdade” propalada na base do ouvir dizer. O assunto em pauta é pesquisa eleitoral, uma coisa séria que em Magé torna-se banalidade na voz dos “especialistas”, como se cada um tivesse a sua e a cidade inteira fosse um instituto de pesquisa de opinião, abalizado pelos maiores experts no assunto.
Uma pesquisa só pode ser feita por órgão competente e legalmente reconhecido. Nas consultas são usados métodos científicos e uma pesquisa não é feita por curiosos, mas por profissionais. No caso das pesquisas eleitorais, elas precisam ser encomendadas aos institutos por entidades que têm de registrá-las antes na Justiça Eleitoral para poderem divulgá-las e ao fazerem isso precisam informar a metodologia aplicada, universo pesquisado, quem encomendou a consulta e pagou por ela. Tem mais: pesquisas não são feitas a preço de banana e não é qualquer um que pode pagar por elas.
Me estendi nesse assunto porque o que mais recebi ontem foram mensagens de Magé me falando sobre pesquisa eleitoral. Teve um leitor que passou vários nomes de possíveis candidatos e queria que eu os divulgasse, como se a coisa fosse assim. Pela “pesquisa” desse leitor nenhum dos 13 atuais vereadores estaria eleito.  Amigos, pesquisa só registrada e feita por instituto legalmente reconhecido e nenhuma consulta foi feita em Magé ultimamente. Pesquisa, minha gente, não se acha em feira livre. Fiquem certos de que assim que eu receber uma dentro do que determina a lei eu a publicarei.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Guapimirim abre concurso para 476 vagas

A Prefeitura de Guapimirim abriu concurso público para preencher 476 vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de níveis médio e superior. O salário varia entre R$622,00 a R$1.392,00 por jornada de trabalho de 20 a 40 horas semanais e as inscrições já estão abertas com taxas de R$ 47 (nível médio) a R$78 (nível superior), podendo ser feitas através do site www.faibc.org.br. O concurso está sendo organizado pela Fundação de Apoio ao Ensino a Pesquisa e Extensão do Instituto Benjamin Constant (FAIBC).

Os cargos são fiscal ambiental, fiscal cadastrador, fiscal de obras, fiscal de posturas, fiscal rodoviário, fiscal sanitarista, fiscal tributário, guarda municipal, professor II, advogado, arquiteto, assistente, bibliotecário, biólogo, enfermeiro, engenheiro agrônomo, engenheiro civil, engenheiro florestal, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, médico anestesista, médico angiologista, médico cardiologista, médico dermatologista, médico do trabalho, médico endocrinologista, médico geriatra, médico ginecologista, médico ginecologista obstetra, médico neurologista, médico oftalmologista, médico ortopedista, médico otorrinolaringologista, médico pediatra, médico socorrista pediatra, médico pneumologista, médico psiquiatra, médico radiologista, médico socorrista geral, médico urologista, médico veterinário, nutricionista, odontólogo, professor I (ciências), professor I (educação artística), professor I (educação física), professor I (geografia), professor I (história), professor I (língua inglesa), professor I (língua portuguesa), professor I (matemática), professor I (religião), psicólogo e químico.




Clique na imagem para baixar

Cassados terão de pagar R$ 6 milhões


Além dos custos das novas eleições o ex-prefeitos também terão de pagar por dano moral
Os prefeitos cassados entre 2004 e 2011 terão indenizar os cofres públicos em R$ 6 milhões. Esse, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foi o total gasto com a realização de eleições suplementares, sendo que a metade desse gasto ocorreu em 2010 e 2011. No caso da eleição suplementar de Magé, realizada no dia 31 de julho do ano passado, o TSE pretende ver ressarcido também os gastos com a segurança, que contou com um reforço especial. A cobrança será feita através da Advocacia Geral da União (AGU), que se encarregará de processar os cassados que deram causa a realização de novo pleito.
Segundo o TSE, também serão cobradas dos cassados despesas com auxílio alimentação dos mesários e transporte de urnas eletrônicas. De dezembro de 2008 para cá foram realizadas 176 eleições suplementares. Além dos custos dos pleitos, será cobrado dos políticos o pagamento de danos morais pelo desgaste de obrigar a sociedade de determinado município a se mobilizar, se preparar para uma nova eleição e votar novamente, e pelos prejuízos sofridos pelo estado no que tange ao tempo em que o município ficou sem representante.


quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Sedentos de uma boquinha

As eleições municipais vão acontecer somente no dia 7 de outubro, mas em algumas cidades a batalha já começou. Não estou falando da disputa eleitoral em si, mas de uma guerra jurídica para aumentar o número de cadeiras nas Câmaras de Vereadores de muitos municípios.
Partidos políticos estão interpretando de maneira errada a emenda constitucional que sustenta o aumento da quantidade de vereadores. Onde se lê até o máximo de, estão lendo X vereadores. É o caso, por exemplo, de Mesquita, que poderia ter até 21 vereadores eleitos esse ano, mas os membros atuais da Casa de Leis resolveram fixar o número de hoje, que é de 13 cadeiras. Uma quantidade maior de vereadores representa melhores chances para os pretendentes a um mandato, mas significa mais gastos, maiores despesas para os contribuintes pagarem.
Nenhum dos 92 municípios fluminenses usou a emenda para fixar o número máximo e isso parece ter irritado bastante os dirigentes partidários, principalmente os dos chamados partidos nanicos. O povo - as consultas dizem isso - prefere mesmo é que o número de cadeiras seja reduzido, mas muitas ações estão em andamento para tentar derrubar a fixação a menor do número de vereadores pelos componentes atuais do Legislativo municipal. Entretanto, quem entende do assunto diz que os chorões vão dar com os burros n água.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Rodobus de volta? Talvez para São Paulo

Não há nenhuma decisão judicial em favor da empresa de ônibus Alpha Rodobus para que ela volte a operar nas linhas municipais de Magé. A informação, confirmada pelo procurador do município, Alex Porto, foi dada a pouco pelo secretário municipal de Transportes, Wagner Kennedy, em resposta aos boatos espalhados na cidade desde ontem, dando conta de que a empresa voltaria a transportar passageiros já nessa quarta-feira.
“Não recebemos nenhum comunicado da Justiça nesse sentido e a decisão que tomamos no dia 6 de dezembro, retirando a frota da Rodobus das ruas, foi baseada em ato legal. A população pode ficar tranquila, que não haverá alteração na prestação do serviço”, afirmou o secretário.
          Rejeitada por 80% dos usuários, a empresa Alpha Rodobus perdeu a concessão por prestar um péssimo serviço à população, além de atuar com ônibus velhos e alguns deles com a documentação vencida. Pelo menos quatro coletivos da empresa estão recolhidos no depósito da Prefeitura, por se encontrarem sem a devida documentação.

Concursado não pode ser terceirizado

Custo a crer que servidores públicos não conheçam as regras do jogo do funcionalismo, ou seja, o seu estatuto. Parece brincadeira, mas não é. Ontem recebi muitas mensagens de leitores se dizendo funcionários concursados de Guapimirim. Falavam de temor, pois seriam despedidos para serem contratados através da terceirização. Teve um que me disse assim: “Sou funcionário antigo e como vão fazer isso comigo, um efetivo?”
De Magé também vieram algumas mensagens com conteúdo idêntico. Um leitor me escreveu que a Organização Social Global Saúde, contratada para gerir os dois hospitais municipais, estaria com carteiras de funcionários efetivos para assinar. Isso é mentira. Funcionário concursado ou servidor efetivado por ter entrado para a Prefeitura antes da Constituição de 88, não pode ser terceirizado. Ele é funcionário público municipal e pronto.
A impressão que  essas mensagens me dão é a de que do outro lado da linha tem sempre um interessado em tumultuar as coisas e consegue isso com muita facilidade, por conta do alto grau de desinformação, pois o "ouvi dizer" é terrível e o A, nessa ótica e audição, muitas vezes ganha o som de B. No caso de Guapimirim é verdade que muitos servidores serão desligados da folha de pagamento da Prefeitura e contratados através da terceirização - com carteira de trabalho assinada -, mas isso só será feito com não estáveis. Quando digo “não estáveis” quero dizer não concursados e entender o contrário, insisto, é realmente pretender tumultuar a situação.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Que seja essa a última vez

Boa noite amigos. Desculpem-me pela dureza das palavras, mas não há outro jeito quando já se tocou no mesmo assunto muitas vezes e já se respondeu zilhões de indagações de “especialistas” que nos gastam com seu elevado saber de bar de esquina. É sobre a proibição de concurso público em ano eleitoral, uma colocação que irrita profundamente quem tem a obrigação de informar corretamente, assim o faz e ainda assim é confrontado por esses tais entendidos, que querem derrubar a informação com a sua ignorância sobre o assunto.
Vou responder aqui a uma pessoa que se identificou como Valter Dias dos Santos e que me enviou um e-mail agora a pouco, dizendo que consultou um grande advogado sobre o assunto e esse o informou que estou errado em noticiar a realização dos concursos públicos marcados pelas prefeituras de Belford Roxo, Magé e Petrópolis, “já que os mesmos não podem ser realizados, uma vez que em 2012 acontecerão as eleições municipais”.
Caro “especialista”, vai procurar o que fazer. Busque ler alguma coisa que o edifique em vez de ficar me escrevendo besteiras. A Lei federal 9.504 estabelece as regras dos concursos feitos em ano de eleições e é muito clara. O poder público pode abrir processo de seleção de pessoal em qualquer época. A única restrição é quanto à nomeação dos aprovados, que não pode ser feita dentro do período de três meses que antecede o pleito e em igual período subseqüente. O que a lei diz no caso desses três municípios é que os prefeitos de Belford Roxo, Magé e Petrópolis terão de convocar os aprovados até o dia 30 de junho, pois estarão impedidos de nomeá-los em julho, agosto, setembro, novembro, dezembro (2012) e janeiro (2013). Está bom assim?

Sobre a terceirização em Guapimirim

A má interpretação do que se ouve ou lê pode provocar um transtorno danado na cabeça do desavisado. É possível até causar problemas de saúde se e o que interpreta mal tiver deficiências cardíacas, por exemplo. Recebi ontem à noite uma mensagem de Guapimirim, na qual um leitor se diz muito preocupado, porque é concursado e foi informado de que a partir de agora será terceirizado como muitos de seus colegas de trabalho. “Se somos concursados como podemos, de uma hora pra outra, entregar a carteira e a mesma ser assinada com a mesma função, mesmo salário, continuar trabalhando no mesmo local, mas com uma empresa particular nos pagando? Se vamos ser empregados comuns também podemos ser mandados embora a qualquer tempo?”. Me revela ele.
Amigo, você me diz que ficou numa reunião durante 25 ou 30 minutos e ouviu isso. Posso de garantir que você entendeu tudo errado, pois Guapimirim não é uma república independente e a lei lá é igual a do país inteiro: funcionário efetivo é efetivo e pronto, portanto, pare de sofrer com isso, pois se você não é contratado ou nomeado, não poderá ser desligado e contratado através da terceirização.
A administração pública pode sim terceirizar alguns serviços. Isso é legal e eficaz, além de garantir aos funcionários não estáveis direitos que ele não teria como nomeado em cargo em comissão ou contratado temporário. Confirmei a informação junto à Prefeitura e a terceirização de alguns serviços irá mesmo acontecer, agora dizer que os concursados estarão sendo desligados para serem contratados através de uma empresa, se não for desconhecimento de causa ou má interpretação, é pretender tumultuar a cabeça dos que trabalham sério em todos os setores - do gari ao médico -, para carregarem esse município nas costas.

PMDB espera eleger 45 prefeitos

        O comando estadual do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) está preparando ações para eleger 45 dos 92 prefeitos que estarão sendo consagrados nas urnas este ano. Segundo presidente do PMDB regional, Jorge Picciani também serão feitas alianças com outros partidos em alguns municípios, citando por exemplo , Rio das Ostras, Niterói e Paracambi, onde as composições serão, respectivamente, com PSC (Alcebíades Sabino), PDT (Jorge Roberto Silveira) e Tarciso Pessoa (PT). Em Teresópolis, onde o PT pleiteia uma aliança para que o PMDB apóie Nilton Salomão, Picciani descartou logo de cara.
        No município de Macaé Picciani não abre mão da candidatura do atual secretário de Governo, Rafael Braga, que deverá ter como principal adversário o deputado federal Aloísio Júnior, pré-candidato pelo PV. Em Cabo Frio o partido foi entregue ao vereador Alfredo Gonçalves, atual chefe de gabinete do prefeito Marquinho Mendes. A entrada de Alfredo no partido foi um golpe dura contra o ex-cacique Alair Correa, em 2008 deu um golpe, tirou o PMDB de Marquinho Mendes para se eleger prefeito, mas esquece de combinar com o eleitor. Marquinho foi para o PSDB, encarou Alair e o massacrou nas urnas. Tonto até agora, Alair não sabe ainda o que vai fazer. Na Baixada Fluminense o PMDB vai de Washington Reis em Duque de Caxias, Nestor Vidal em Magé, Ismeralda Rangel Garcia em Guapimirim, Nelson Bornier em Nova Iguaçu. No resto do estado o PMDB quer mostrar a força que tem no interior.

PDT à deriva em Magé

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) está juridicamente desmontado em Magé e precisa ser organizado com urgência se quiser disputar as eleições municipais. Esvaziado de nomes e organização – pelo menos 19 pré-candidatos a vereador migraram para outras legendas – o partido terá de montar às pressas uma comissão provisória para fazer-se representar na convenção nacional marcada para abril. O presidente regional, José Bonifácio Novelino, deverá indicar os nomes para a comissão provisória no próximo mês, para que o PDT tenha tempo de se organizar até junho, quando serão feitas as convenções para escolha dos candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador.
Alguns segmentos da legenda querem lançar o nome da ex-prefeita Narriman Felicidade, a Narriman Zito, como candidata a prefeita. É o nome mais forte que a legenda dispõe no município, mas ela ainda tem o mesmo impedimento jurídico que lhe tirou a candidatura a deputada estadual em 2010. Narriman teve as contas reprovadas pelo Tribunal de Contas e pela Câmara de Vereadores e mesmo alertada de que poderia recorrer perdeu o prazo legal para impetrar o recurso.
Se conseguir vencer essa barreira jurídica Narriman poderá sim ser adversária do prefeito Nestor Vidal, que vai disputar a reeleição pelo PMDB. Outro que deverá ser candidato à Prefeitura é o ex-prefeito Renato Cozzolino Sobrinho, com apoio dos primos Núbia, Jane Dinho e Charles, podendo ter ainda o ex-vereador Valdeck Ferreira de Matos como companheiro de Chapa. No grupo há quem defenda também a união de Narriman e Renato Cozzolino Sobrinho.

domingo, 15 de janeiro de 2012

Crime ambiental gera multa de R$ 500 mil em Magé

A Secretaria de Meio Ambiente de Magé aplicou ontem uma multa de R$ 500 mil ao dono de uma farmácia localizada em Fragoso, por prática de crime ambiental. O comerciante e mais cinco homens foram presos em flagrante na tarde de sábado, quando jogavam remédios com data de validade vencida dentro de um rio, em frente ao número 392 da Estrada do Goiabal, na localidade de Paugrande. De acordo com o secretário Cláudio Furtado, o responsável pela farmácia foi enquadrado nos artigos 54º e 56º da Lei Federal 9605 e nos artigos 61º e 63º do Decreto Municipal 2307/2007.
A farmácia multada é a Passarela, que funciona na Avenida Automóvel Club, 2851, em Fragoso. Segundo a ocorrência registrada na 66ª Delegacia Policial (Piabetá), seis pessoas foram flagradas despejando a carga e a maioria dos medicamentos era de tarja preta e estavam vencidos.  Entre os presos estão o motorista do caminhão que transportava os remédios, quatro ajudantes e o dono da farmácia, que não tiveram os nomes divulgados pela autoridade policial. O auto de infração com a multa foi assinado pelos fiscais Renata Aquino, Marcelo Faria e Cosme Luis Ribeiro do Carmo, que acompanharam o flagrante.

sábado, 14 de janeiro de 2012

Quaquá aposta na fome

Com a popularidade lá embaixo, cheio de inquéritos nas costas, respondendo por várias denúncias de irregularidades administrativas e desvio de recursos, o prefeito de Maricá, Washignton Quaquá (PT), resolveu agora apostar na fome para tentar virar o jogo, mas tudo indica que o vai conseguir é mais uma ação judicial.
No apagar das luzes de 2011 ele assinou um contrato para a compra de 84 mil cestas básicas. Quem vai fornecer é a Comercial Milano, ao custo de exatos R$ 4.079.880,00. A alegação é de que a Prefeitura precisa incrementar um programa de complementação alimentar que não recebeu muita atenção nos três primeiros anos da gestão de Quaquá. Como ano eleitoral é ano eleitoral, esse tipo de coisa costuma acontecer.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Governo itinerante nas ruas de Magé

Vai começar pela localidade de Mauá o programa Governo Itinerante, idealizado pela Secretaria de Governo para levar a administração municipal de Magé para mais perto das comunidades. O programa será lançado na próxima segunda-feira na Praia da Coroa, onde uma grande equipe operacional estará atuando para acelerar o atendimento das reivindicações dos moradores. Todas as secretarias estarão envolvidas numa espécie de força tarefa, buscando dar uma pronta resposta.

Ex-prefeito de Araruama inelegível por 10 anos

O ex-prefeito de Araruama, Francisco Carlos Fernandes Ribeiro, o Chiquinho do Atacadão, foi condenado por improbidade administrativa por ter usado mão-de-obra da Prefeitura para reformar uma mansão de sua propriedade, em Búzios. Ele foi declarado inelegível por dez anos e terá de indenizar os cofres municipais em valor equivalente a dois salários de prefeito.
Com ele também foi condenado o ex-secretário de Obras, Luiz Carlos Guedes. Durante a tramitação do processo foram ouvidos seus funcionários da Secretaria Municipal de Obras, que confirmaram terem trabalhado na mansão do prefeito quando deveriam estar a serviço da Prefeitura de Araruama.
Na sentença da juíza Alessandra de Souza Araujo, da 1ª Vara Cível de Araruama. consta que “restou provado que os servidores municipais foram trabalhar em Búzios em dias em que deveriam ter trabalhado para a Prefeitura, pois não houve ato administrativo escrito acerca da carga horária cumprida pelos mesmos que ensejasse o direito a folgas. Ao contrário. Os pedreiros, ajudantes, pintores e eletricistas, servidores municipais, depuseram que iam bem cedo de Araruama para Búzios, saindo de lá tarde”.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Inscrições para preparatório começam nessa sexta-feira

Os interessados em participar do curso preparatório para o concurso público da Prefeitura de Magé poderão se inscrever a partir dessa sexta-feira. Os candidatos de Mauá, Suruí, Santo Aleixo, Cachoeirinha e Magé se inscrevem no Curso Integração, localizado na Rua João Valério, nº 1, Sala 207, no centro de Magé. Os que residem em Piabetá, Fragoso, Pau Grande e Raiz da Serra fazem a ficha no Curso RNC, na Avenida 15 de Novembro, 200, em Piabetá. Os telefones de contato são 2633-4240 (Integração) e 2659-4917 (RNC). As inscrições vão até o dia 19 e deverão ser feitas das 9h às 18 horas. Os interessados precisam levar cópia do  RG, CPF e comprovante de residência. As taxas são de R$ 20 (nível fundamental completo e incompleto) e R$ 40 (nível médio), para cobrir custo do material didático que será entregue no primeiro dia de aula, mediante o comprovante de inscrição.

Locais das aulas
As aulas começam no dia 21 e acontecerão sempre aos sábados e domingos, das 9h às 10H, 10h às 12h, 13h às 15h e 15h às 17h. As disciplinas são português, matemática, pedagogia, informática, administração e direito. As aulas serão ministradas no Colégio Estadual de Magé (centro de Magé), Colégio Estadual Mauá (Mauá), Ciep 237 (Surui), Colégio Estadual Joaquim Leitão (Santo Aleixo), Colégio Estadual Alfredo Balthazar da Silveira (Piabetá) e Colégio Estadual Alda Bernardes dos Santos Tavares (Piabetá).


Aos concursados de 2004 em Magé

No dia 19 de janeiro do ano passado eu escrevi o texto abaixo sobre o concurso realizado pela Prefeitura de Magé em 2004 e fui massacrado por ter noticiado que não havia a menor chance de aquele processo de seleção ser revalidado. Hoje muito leitores me escreveram sobre esse concurso e teve até quem dissesse que o TAC firmado entre o MP e a Prefeitura foi para a revalidação daquele certame. Não é nada disso, pois o concurso babou mesmo e não foi porque os Cozzolinos assim quiseram.
“Gostaria muito de estar errado na questão do concurso realizado em 2004, mas não estou. Tenho profundo respeito pelo ser humano e um carinho muito especial para com os profissionais de educação. Sou neto de professora, filho de professora e a mãe dos meus filhos é professora da rede pública, mas, infelizmente, não estou.
O concurso feito pela prefeita Narriman Zito “babou” e não foi por conta de mais uma sacanagem dos Cozzolinos. Eles são complicadíssimos, eu sei e odeiam concurso. Alegam que não gostam porque surge muita gente de fora da cidade e acaba ficando com as vagas, mas a verdade é que não gostam de concurso porque preferem ficar com as vagas livres para fazerem contratações políticas, nomeando indicados de seus aliados, coisa que vocês mageenses conhecem muito bem, mas dessa vez a culpa não é deles.
Quanto ao concurso de 2004, volto a dizer, ele não será validado nem agora nem nunca e, repito, não é porque os Cozzolinos não querem. Existem várias ações tramitando, é verdade e assim tramitarão até os processos transitarem em julgado, mas o máximo que tem acontecido até agora é a Justiça mandar devolver os valores corrigidos pagos pelas inscrições.
Queridos profissionais de ensino, não estou aqui para enganá-los, muito pelo contrário. Empresto-lhes sempre a minha voz e lhes concederei sempre que for preciso o espaço do qual disponho, mas não esperem pela validação do concurso de 2004, pois esse já era. Preparem-se para o próximo. Vai acontecer ainda este ano e não é por vontade dos Cozzolinos. Foi a Justiça que determinou e ele vem sendo preparado desde junho de 2010. Abraço, a todos”.
Gente eu escrevi isso em janeiro de 2011. Se quiserem conferir é só buscar no arquivo do elizeupires.com. O concurso está aí. Não aconteceu em 2011, mas o edital sim. Bem, quanto ao de 2004, ele já era e quem quiser receber de volta o que pagou pela inscrição terá de acionar a entidade que o organizou, pois o dinheiro arrecadado fica com quem prepara e realiza o processo de seleção.
OBS. Hoje à tarde estaremos falando sobre os locais de inscrição e de aulas para os candidatos ao concurso de Magé interessados no curso preparatório que será dado por vários cursinhos através de uma parceria com o Sindicato dos Servidores.

Sindicato recorre contra concurso em Belford Roxo

O Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe), vai protocolar hoje uma representação contra a Prefeitura de Belford Roxo, pedindo a anulação do concurso marcado para abril, no que tange às funções para o magistério. É que o concurso realizado em janeiro está em vigor e antes de abrir um novo processo de seleção para o setor de ensino a Prefeitura teria de convocar os classificados para o cadastro de reserva, que soma á 1285 vagas só para o magistério.
Ontem uma comissão formada por representantes do Sepe no município esteve na Secretaria de Educação e saiu de lá sem uma posição favorável. No dia 14 de dezembro, em audiência, foi discutido junto ao Ministério Público e à Justiça que a Prefeitura não poderia contratar e nem renovar contratos para o magistério, por conta do cadastro de reserva, que tem que ser respeitado. De acordo com informações do Sepe, o ano letivo está seriamente comprometido pela falta de profissionais tanto nas escolas de ensino fundamental e básico, quanto nas creches. O secretário de Educação, Hélio Porto, não foi encontrado para falar sobre o assunto e o prefeito Alcides Rolim tem se negado a se manifestar.
Segundo entendimento do MP, a Prefeitura de Belford Roxo não poderia realizar outro concurso público para preencher os cargos da Secretaria de Educação sem antes convocar os aprovados no realizado em janeiro de 2011 e lotar nas vagas restantes os candidatos incluídos no cadastro de reserva. Segundo o Edital Nº 001/2010, assinado no dia 25 de novembro daquele ano, o concurso ocorreu para preencher 409 vagas e formar um cadastro de reserva, para cargos de Professor I – 6º ao 9ª ano (Ciências, Educação Artística, Educação Física, História, Geografia, Língua Portuguesa, Língua Estrangeira – Inglês e Matemática), Orientador Educacional, Supervisor Escolar e Inspetor Escolar Externo, de nível superior, e Professor II – 1º ao 5º ano, Professor II – Educação Especial, Intérprete de Libras e Secretário Escolar, de nível médio.
De acordo com o referido edital, “os candidatos aprovados e classificados, excedentes às vagas atualmente existentes, para todos os cargos, exceto Inspetor Escolar Externo e Intérprete de Libras, farão parte do Cadastro de Reserva de Candidatos Aprovados, durante o prazo de validade do Concurso Público, e poderão ser convocados”. Esse item do edital não está sendo cumprido e é exatamente isso está questionando.


quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Cassados terão de pagar a conta de nova eleição

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a Advocacia Geral da União (AGU), vão firmar nessa quinta-feira um acordo de parceria para que os prefeitos cassados substituídos por governantes eleitos em votação suplementar, indenizem os cofres públicos pelos gastos com as novas eleições. A parceria será assinada pelo ministro Ricardo Lewandowski, presidente do TSE e pelo advogado-geral da União, Luís Inácio Adams. Esse acordo facilitará as ações pela recuperação judicial de recursos gastos pela Justiça Eleitoral.
Com a parceria o TSE passará as informações para a AGU e essa processará o candidato que deu causa à anulação do pleito. Pelo convênio a ser assinado, o TSE informará o gasto extra com cada eleição suplementar e fornecerá cópia do processo que levou à anulação do pleito, o que permitirá a identificação do candidato que teve o registro indeferido ou o mandato cassado, além dos motivos que levaram à condenação.
Desde as eleições municipais de 2008, foram realizadas 176 eleições suplementares e outras quatro estão marcadas para os três primeiros meses deste ano. No estado do Rio ocorreram duas votações suplementares. Os eleitores de Magé e Mangaratiba tiveram de retornar as urnas para eleger novo prefeito.

Belford Roxo marca novo concurso para abril

Um ano após ter realizado concurso para preencher vagas no setor de Educação e manter um cadastro de reserva, a Prefeitura de Belford Roxo abriu outro processo de seleção, ignorando o prazo de validade de dois anos do concurso realizado em janeiro do ano passado. De acordo com o edital publicado ontem (e postado a baixo em PDF), estão sendo oferecidas 1.499 vagas em cargos de nível médio/técnico e superior, com  salários entre  R$ 622,73 a R$ 5 mil. O período de inscrição vai de 25 de janeiro a 19 de fevereiro, com taxa de R$ 75 (nível médio/técnico) e R$ 140 (nível superior). As provas serão feitas nos dias 11 e 22 de abril. Os interessados podem se inscrever pelo site  www.iesap.com.br  ou no Colégio Estadual Presidente Kennedy, na Rua Postal, 50, bairro Piam.
De acordo com o edital os cargos de nível superior são para professor I (língua portuguesa, educação artística, educação física, história, geografia, matemática, ciências e inglês), orientador educacional, supervisor escolar, inspetor escolar externo, nutricionista, assistente social, psicólogo, advogado, pedagogo, administrador, contador, sociólogo, arquiteto, geólogo, tecnólogo em informática, engenheiro eletricista, engenheiro civil e auditor fiscal tributário municipal. As funções de nível médio são para professor II (do 1º ao 5º ano), professor II na área de educação especial, secretário, intérprete de libras, topógrafo, técnico em edificação, cadista e auditor fiscal tributário municipal.

Manifestação
Surpreendido pelo novo edital, o Sindicato Estadual dos Profissionais de Ensino reagiu com indignação e marcou um ato de protesto para sexta-feira, às 14 horas. Em nota enviada ontem à noite ao elizeupires.com a representante da entidade no município, Maria José, afirmou que vai acionar o Ministério Público. “Nesta terça feira 10 de janeiro de 2012, fomos surpreendidos com a publicação da realização de um novo concurso para o magistério de Belford Roxo. O que nos causou estranheza, pois o último certame ainda encontra-se no prazo de validade e a Prefeitura do Sr. Alcides Rolim, sequer convocou o cadastro de reserva que equivale á 1285 vagas. O Sepe Belford Roxo, já acionou o seu departamento jurídico e irá entrar com o pedido de impugnação deste concurso, no que diz respeito às vagas destinadas a Educação. Também iremos procurar nesta quarta feira o secretário de Educação Sr. Helio Ricardo Porto, buscando uma explicação. Nos encaminharemos também ao MP questionando a realização do mesmo. Nos causa espanto em ano eleitoral a realização deste concurso, que sequer teve sua publicação de forma democrática, circulando apenas dentro do município”, diz a nota do Sepe.

Edital de Belford Roxo
 Clique na imagem para baixar


terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Preparatório para concurso em Magé será para todos

O curso preparatório para o concurso público da Prefeitura de Magé que a parceria do Sindicato dos Servidores Municipais vai garantir, será aberto a todos os interessados em participar da seleção. O início das aulas, bem como os locais de inscrição serão divulgados na tarde dessa quarta-feira.
Para que o curso pudesse acontecer foram cedidas escolas estaduais no centro de Magé, Santo Aleixo, Surui, Mauá e Piabetá. Dos interessados será cobrada uma taxa de R$ 40 dos candidatos a cargos de nível médio e de R$ 20 aos que farão prova para cargos de nível fundamental.  Estarão envolvidos nessa empreitada professores de vários cursos preparatórios e a taxa será paga aos responsáveis por esses cursinhos e não ao sindicato. Os valores são para pagar o material a ser usado nas aulas.

Alair perde mais uma no TSE

O ex-prefeito de Cabo Frio e ex-deputado estadual Alair Correa (PMDB), além da surra que levou nas urnas em 2008, vem sofrendo seguidas derrotas na Justiça. Ele não aceitou  ter perdido a eleição - por uma diferença de cerca de 13 mil votos - para o prefeito reeleito Marquinho Mendes (PSDB) e desde então vem tentando ganhar no tapetão.
A última derrota foi no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), onde o ministro Ricardo Lewandowski negou pedido de liminar para que Alair fosse empossado como prefeito. Ao negar o pedido, Lewandowski, que preside o TSE, disse que não estavam presentes no recurso os requisitos legais para a concessão da liminar.
Depois da eleição Alair começou a espalhar na cidade que quem seria diplomado era ele e não o eleito. Veio a diplomação e ele passou a dizer que Marquinho fora diplomado, mas não seria empossado. Desde então já foram julgados mais de dez recursos e mesmo assim Alair continua se recusando a acatar a voz das urnas, já tendo virado motivo de chacota na cidade.

PMDB vai jogar pesado em Guapimirim

O município de Guapimirim está na lista de prioridades do comando estadual do PMDB, ao lado de Magé e Teresópolis. Segundo o presidente da legenda, Jorge Picciani, o partido vai encabeçar as chapas nesses três municípios, mas abrirá espaço para composições, visando fortalecer ainda mais candidaturas. Em Magé a reeleição do prefeito Nestor Vidal é vista por Picciani, o governador Sergio Cabral e o vice-governador Luiz Fernando Pezão como extremamente necessária para a reconstrução do município. “O povo de Magé já sofreu muito. É chegada a hora da redenção”, entende o governador.
Pré-candidata do PMDB à sucessão do prefeito Renato da Costa Mello Júnior, o Júnior do Posto, Ismeralda Rangel Garcia também tem a preferência do governador, do vice e é vista por Picciani como uma liderança capaz de continuar o trabalho voltado ao desenvolvimento iniciado pelo ex-prefeito Nelson Costa Mello, o Nelson do Posto, que governou por dois mandatos e foi o braço direito do atual prefeito até morrer em novembro de 2010.
Em Teresópolis o PMDB deverá disputar com o prefeito interino, Arlei Rosa, mas vai buscar entendimento com o PT e outras legendas. O deputado Nilton Salomão também já se movimenta como pré-candidato, mas devido à péssima gestão do petista Jorge Mário, cassado por denúncias de corrupção e desvio de recursos destinados a recuperação da cidade, poderá ser obrigado a abrir mão de seu projeto e aceitar uma composição, já que os caciques do PMDB vêem como adversário mais forte o ex-prefeito Mário Tricano.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Saiu a retificação do edital de Magé

Conforme antecipei às 12:35 de hoje, a Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab), responsável pelo concurso público para o quadro funcional da Prefeitura de Magé, fez a segunda e última retificação no edital, confirmando que as provas objetivas acontecerão mesmo  nos primeiro e terceiro domingo de março, dias 4 e 18 respectivamente. Também confirmou-se a alteração da carga horária dos professores docentes I e II, de 25 para 16 horas semanais e de 25 para 22:30 horas. O documento está no PDF abaixo. Para baixá-lo basta clicar sobre a imagem. Boa sorte a todos.

Provas para concurso de Magé com novas datas

A Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab), responsável pelo concurso público para o quadro funcional da Prefeitura de Magé,  vai divulgar ainda hoje a segunda e última retificação no edital, alterando dois itens importantes. Para que os candidatos tenham mais tempo para se prepararem, as provas objetivas acontecerão nos primeiro e terceiro domingo de março, dias 4 e 18 respectivamente.

Carga horária dos professores
A outra alteração diz respeito a carga horária dos professores docentes I e II. A carga de trabalho do Professor I será de 16 horas e a do Professor II 22:30. As provas elaboradas já estão prontas e imprensas, o que impede, por exemplo, uma mudança no cronograma para que os dois níveis do Magistério façam provas em dias diferentes.

Que coisa feia, deputado

Já está ficando feio essa mania que o deputado estadual André Ceciliano (PT), tem, de ficar se dizendo pai do filho dos outros. Espalhou aos quatro ventos que estava levando para Japeri uma agência da Caixa Econômica Federal, quando, na verdade, o negócio foi tratado via Prefeitura e Superintendência Regional em 2010, muito antes de ele ser candidato a alguma coisa.
 Agora ele, certamente achando que o povo é idiota, se apresenta como responsável pela construção de uma plataforma para embarque no Jardim Delamare, compromisso assumido no dia 12 de fevereiro de 2010, durante um encontro do vice-governador Luiz Fernando Pezão com os prefeitos de Japeri e Queimados.
Daqui a pouco o cara vai dizer que é o responsável pela escolha do Brasil para sedia a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Inimigos comuns?

Fiz ontem à noite, como em todo domingo, um balanço geral das mensagens que recebo durante a semana dos meus leitores de Magé e constato que existem três universos distintos naquele município: a população, os servidores efetivos e os funcionários contratados. A população, avalio nos textos, está apostando em dias melhores. Acredita firme nas mudanças e vê a reconstrução da cidade como um esforço continuo. Parte dos funcionários estáveis e não estáveis vem se pegando. Eles digladiam como se inimigos fossem e comportam-se como se nada mais existisse e que o que realmente importasse é o emprego público. Salário, plano de carreia, férias, anuênio e outros benefícios é o conta. O resto, bem, o resto é resto ora! Não é assim que a banda toca e penso que comigo concorda a maioria do funcionalismo.
Infelizmente o que constato é que tudo pode ir mal. Dane-se a saúde, a infraestrutura ou sei lá mais o quê... Se estiver bom para os servidores de um modo geral Magé será o melhor lugar do mundo para essa parte da categoria. Triste isso, mas é o que constato. Todos sabem que brigo muito pelos direitos dos servidores públicos, sejam eles de que esfera forem, mas em se tratando de Magé parece que só isso importa e que o resto são causas menores.
O duelo entre funcionários estáveis e não estáveis aqui no elizeupires.com só não é mais agressivo porque minha equipe de moderação segura a onda. Depois que o concurso foi anunciado então, Deus me livre...
Amigos, o que prego aqui é o bem comum a todos. Servidores são servidores e todos merecem ganhar salário digno e terem seus direitos respeitados, mas meus amigos, Magé é muito maior que essa disputa entre efetivos e contratos e tem de estar muito acima disso. Abraços a todos e fiquem com Deus.

domingo, 8 de janeiro de 2012

Ano novo, velhas mazelas em Resende

Obra mal feita, banheiros de R$ 500 mil e privilégio a vereador mostram que 2012 começou com hábitos antigos

A rachadura no calçadão da Avenida Nova Resende, inaugurado há pouco mais de um ano, ilustra o mau uso do dinheiro publico por parte da gestão do prefeito José Rechuan Junior, recentemente citado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) a devolver R$ 1,3 milhão aos cofres públicos por contratar serviços de transporte escolar que não teriam sido prestados ao município. Já o desmoronamento do calçadão ocorreu no inicio deste ano e segundo especialistas foi ocasionado pela falta de planejamento e estudo do solo no local.
Outra obra polêmica do governo Rechuan é a construção de dois banheiros públicos junto ao Mercado Popular, no centro da cidade, cujo valor informado passa de R$ 500 mil. Enquanto isso, centenas de famílias carentes amargam a humilhação por terem tido suas mesas vazias no final do ano, isso porque Rechuan teria resolvido entregar quase mil cestas básicas nas mãos do vereador Kiko Besouchet (PP), o que também causou revolta em diversas lideranças comunitárias e nos partidos aliados do governo, o que sugere que além da avenida, as rachaduras também estão no governo.
O novo calçadão do bairro Campos Elíseos, localizado na Avenida Nova Resende e construído em 2010 rachou e abriu, despencando o acesso utilizado pelos pedestres. A queda aconteceu na última terrça-feira,  para começar “bem” o ano da Prefeitura de Resende. Na visão do gestor ambiental, Luis Felipe César, o terreno deveria ter sido pesquisado antes da execução da obra. “Qualquer intervenção feita em área de preservação permanente tem que ter cuidados adicionais, tanto no projeto quanto na execução. São áreas criadas para preservação e exigem condições quando tocadas”,  explicou César. 
Atrás do Mercado Popular de Resende, conhecido pelos produtos dos “camelôs”, está a placa com o valor de uma obra ainda sem sentido: R$ 542. 922, 06 reais. Esse é o dinheiro que vem sendo gasto para, segundo a placa da Prefeitura de Resende, ser gasto na obra de Adequação do Mercado Popular e Reforma da Praça da Concórdia. Além disso, a Prefeitura divulgou a construção de banheiros e a reformulação dos pontos de ônibus das linhas municipais. Para se ter ideia, a construção de um ginásio poliesportivo em Resende custou R$ 300 mil através de emendas parlamentares. Um apartamento em um condomínio de luxo em Resende custa quase R$ 400 mil.

sábado, 7 de janeiro de 2012

Inscrição para concurso de Petrópolis até o dia 18

Os interessados em participarem do concurso público da Prefeitura de Petrópolis poderão fazer as inscrições até o dia 18. As provas serão feitas pela Fundação Dom Cintra e estão sendo oferecidas 1.671 vagas nos seguintes setores: Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis (FCTP), Fundação Municipal de Saúde de Petrópolis (FMS), Instituto de Previdência e Assistência Social do Servidor Público do Município de Petrópolis (INPAS), Administração direta (Prefeitura) e Secretaria de Educação de Petrópolis). O valor da taxa é R$ 35 para os cargos de nível fundamental e R$ 50 para os cargos de nível médio e de R$ 70 para os cargos de nível superior e as inscrições podem ser feitas pelo www.domcintra.org.br. A data das provas e os locais serão divulgados no cartão de confirmação de inscrição que poderá ser baixado pelo mesmo site de 28 de fevereiro a 3 de março.
Estão disponíveis cargos de Agente de Apoio Administrativo, Auxiliar de Serviços Gerais, Bilheteiro, Camareira, Recepcionista, Atendente de Disque Turismo, Auxiliar de Biblioteca, Comprador, Recepcionista Bilíngue, Recepcionista dos Centros de Informações Turísticas, Técnico Administrativo, Técnico em Contabilidade, Procurador Jurídico, Animador Cultural, Arquivista, Bibliotecário, Economista, Museólogo, Turismólogo, Auxiliar de Saúde Bucal, Técnico em Saúde Bucal, Assistente Social, Biólogo Microbiologista, Cirurgião Dentista, Enfermeiro, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Médico, Nutricionista, Psicólogo e Terapeuta Ocupacional, Agente Previdenciário, Técnico em Contabilidade, Técnico Previdenciário, Advogado, Analista de Sistemas, Contador e Gestor Previdenciário, Auxiliar de Topógrafo, Motorista, Operador de Máquinas, Coveiro, Técnico Administrativo, Topógrafo, Técnico em Contabilidade, Técnico em Segurança do Trabalho, Técnico em Informática, Analista de Banco de Dados, Analista de Redes, Analista de Sistemas, Arquiteto, Arquivista, Assistente Social, Biólogo, Contador, Economista, Engenheiro, Fiscal Ambiental, Fiscal de Atividades Municipais, Fiscal de Obras, Fiscal Sanitário, Fiscal Tributário, Geólogo, Gestor de Políticas Públicas, Nutricionista, Procurador Jurídico Municipal, Psicólogo, Químico e Veterinário, Cozinheiro, Zelador, Auxiliar de Secretaria, Educador de Educação Infantil, Inspetor de Disciplina, Professor e Secretário Escolar.

OBS, Ao todo são cinco editiais. Para baixá-los basta clicar nos links abaixo. Pela ordem subseqüente são: Fundação de Cultura, Fundação Municipal de Saúde, Instituto de Previdência, Prefeitura e Secretaria de Educação.